sexta-feira, 8 de abril de 2011








Aqueles que te viram humilhados, verão você honrado!
                                                                                                                 Luc 22: 39-42


Jesus no Getsêmani, no Monte das Oliveiras, enfrentou antecipadamente todas as dores que um homem podia enfrentar. Aquele monte foi um lugar de peso, sofrimento, lágrimas, de decisão, sujeição e dor.

No Monte das Oliveiras Cristo:

- Foi tomado pela angústia e pavor (Mc 14: 33);

- Teve sua alma profundamente entristecida até a morte (Mc 14: 34);

- Orou para ser poupado (Mc 14: 35);

- Submeteu-se, negando a si mesmo para viver a vontade de Deus (Mc 14: 36);

- Sentiu-se solitário e traído (Mc 14: 37);

- Suportou a pressão e dor sozinho, sem ter o apoio, auxílio e intervenção de absolutamente ninguém (Mc 14: 40).

Esse ambiente cercara a Jesus no Monte das Oliveiras. Ali Ele foi moído, apertado como uma azeitona para produzir oliva. Ali Cristo sentiu-se esmagado e sozinho; ninguém podia auxiliá-lo e ninguém se importava em fazer isto, a não ser Deus que Lhe enviara um anjo para confortá-lo. (Luc 22: 43)

No Monte das Oliveiras, Cristo suou gotas de sangue (Luc 22: 44). Ali foi o lugar de maior abatimento, dor, quebrantamento de Jesus. Ali ele via o seu fim, sentiria tão intensamente o sofrimento a ponto de desfalecer. Naquele lugar de dor, humilhação, tristeza e opressão não poderia haver nada de bom. Ele sofreu sozinho. Nenhum ser humano viu ou sentiu a dor que Lhe afligiu. Somente a terra na qual Ele se prostrou, as árvores que o cercava viram a aflição daquele servo de Deus que parecia destruído, sem futuro e sem condições de vitórias. Porém Deus é quem dá a última palavra nas nossas vidas e faz questão de fazer uma obra de restauração e trazer superação para os seus queridos.

At 1: 9- 12


Cristo agora está sendo elevado às alturas, está sendo exaltado, glorificado e reconhecido aos olhos de todos. Ele é honrado e para surpresa nossa, Ele está no mesmo lugar onde fora afligido e humilhado, onde anteriormente foram amargurado e entristecido, no Monte das Oliveiras. É daquele lugar que Ele é elevado, onde antes enfrentou a maior luta e dor, agora Ele é honrado e exaltado.

Jesus sofrera sozinho e profundamente ali, mas agora aos olhos de todos, Ele é abençoado. A fidelidade Dele na dor, na solidão, a constância que o fez permanecer no centro da vontade de Deus e possibilitou que Ele vivesse essa exaltação.

Deus exalta o humilhado, levanta o abatido, ergue do pó o necessitado, do monturo o desvalido.

Aguarde a exaltação de Deus!!!Naquele lugar de maior aflição e sofrimento, Deus preparou a maior exaltação e conserto.

Os apóstolos assistiram a tudo isso. Depois de verem a glorificação, honra e exaltação de Cristo, descem para Jerusalém conscientes da grande lição: Independente da dor enfrentada, da humilhação e queda vivida, em Deus haverá superação, milagre, ressurreição e VIDA.


Pra Raquel Fragoso Raquel Camargo Fragoso
Publicado no Recanto das Letras em 25/11/2010
Código do texto: T2635336


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ('Citar a autoria de Raquel Camargo Fragoso e o blog raquelfragoso.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meu album de fotos.

Recent Visitors

Seguidores

Arquivos do blog